segunda-feira, 15 de agosto de 2011

AVALON 2011- Cobertura do evento.


Por Victor Augusto de Souza

Estive em Avalon.
Não foi Guinevere, muito menos Merlin, mas meus pés foram levados a tocar em antigas terras.


Trocando a barca por um moderno metrô, cheguei a Vila Mariana ansioso por querer ver como seria o tão falado e aclamado Avalon.
Meu espírito virginiano não me abandonou na hora de me programar, tinha que chegar no horário e assim foi, ás 11 horas em ponto estava entrando em outro mundo, de corpo e alma.

O conhecido Faces da Lua, se transformou em um castelo. Era possível ver quanto os organizadores se empenharam para marcar este momento.
Olha a Eddie e o Renato ai gente!
A cada pessoa que chegava o castelo se tornava mais belo, tivemos princesas, reis, sacerdotisas, elfos e até uma cavaleira, todos com fortes sorrisos no rosto, aliás, o bom humor e a felicidade foi uma marca do Avalon.
Achei que estava tendo alguma alucinação quando comecei a escutar a música de flautas transversais, mas para minha felicidade era a chamada para a abertura do evento.
O grupo teatral Kamelot  fez as honras em uma bela apresentação, onde em meio a belos poemas mesclados ao som de uma música hipnotizante tivemos ideia do que ia acontecer pelo resto do dia.
Todos que estiveram na abertura, puderam ter o imenso prazer de escutar o maravilhoso som do grupo Olam Ein Sof.
Kamelot e Olam Ein Sof, na abertura do Avalon.
O dia passou rapidamente, os palestrantes esbanjaram conhecimento e cada vivência tornava o dia mais interessante. 
Diversos estantes traziam produtos de alta qualidade, o passado presente e futuro também pode ser visto por meio das oraculistas presentes no evento.
Como não poderia deixar de ser, comi demais. 
Ainda estou me remoendo por não ter comido mais, vou ter que me contentar só com a lembrança mesmo.
No final do evento houve a premiação para a melhor fantasia. 

Michel e Téia foram no sábado, Rei e Rainha do Avalon.
E por fim, a dança circular fez todos darem boas gargalhadas e renovarem suas energias para marcar em suas memórias o quanto é bom ser feliz.
Esse post foi apenas para você ter um gostinho do que foi o Avalon 2011, acredito que essa semana ainda irá  pipocar mais fotos, textos e vídeos do Avalon.
Tentei passar um pouco da minha felicidade que foi estar em outras terras por alguns momentos. 
Quem não foi e se lamenta, que comece a pensar melhor no tanto de felicidade que esta adiando para sua vida.
Espero que este post tenha lhe trazido a vontade de voltar a viver a magia em seu dia-a-dia.
Aguardo por comentários, sugestões e o que mais quiserem falar.

Beijos e Uivos úmidos diretamente das brumas de Avalon.


Aqui é a Eddie sendo amarrada pelos Wiccanos Ortoxos. Depois disso ela foi queimada e suas cinzas foram jogadas dentro de uma coca-cola. Diz uma lenda urbana que ela voltou a vida, porém, para raiva de uns e felicidade de outros, voltou mais bela e amante da vida.

7 comentários:

Michel disse...

Caracolis!! Que texto ótimo, revivi cada minuto do Avalon. Como eu fui, posso dizer com conhecimento de causa que estava ótimo, e foi especial. E dividir meu dia com você(Victor), Pedro, Renato, Eddie, Elaine e Carol Mylius foi... tão mágico quanto o evento. Gratidão.

Abelhuda disse...

Victor,

Obrigado por dividir com todos que não puderam ir a magia de Avalon.
Tenho certeza que deve ter sido maravilhoso.

bjs
8)

Sandrini disse...

Argh, porque eu não pude ir?!?!?!
Mas mesmo assim, esse texto ficou lindo, deu até pra ir um pouco a Avalon.

Espero que o próximo eu vá!
E quem fara a cobertura dele, SEREI EU! MWUAHAHAHA

Morgana disse...

Foi maravilhoso estar no Avalon... adorei me sentir em casa.

Nanael Soubaim disse...

Fiote, sai quando o teu livro de crônicas bruxescas?

Victor Augusto de Souza disse...

Michel, fico feliz que gostou.
CARACOLIS, digo EU. Mas realmente o dia foi especial, cada minuto.
Abelhuda, senti sua falta!
Mas sei que de coração você estava lá, fico feliz que gostou do texto.
Sandrini, também faltou você com seu humor negro!
Fique tranquila, pois, o próximo Avalon eu que irei fazer a cobertura, até lá terei feito um poderoso ritual contra você! hahaha
Morgana, realmente estar em casa, é bem isso mesmo.
Nanael, só rolar outro avalon que escrevo o livro. Tendo o prefácio feito por você eu topo!

Nanael Soubaim disse...

Pacto de sangue. Comece a rascunhar e mande-me no ano que vem, após o Avalon.