segunda-feira, 31 de março de 2014

#NÃO VAI TER COPA... EM SPRINGFIELD


por Renato Rodrigues
Foi ao ar ontem nos EUA o episódio em que os Simpsons voltam ao Brasil. No episódio Homer será o árbitro no Mundial de 2014 e vem com toda a família para um período de treinamento (e de quebra dar mais uma esculhambada nesse esculhambado país.


Em uma das cenas, uma faixa chama a atenção. 'Bem-vindos ao Brasil! Arruaceiros, por favor tumultuem o Paraguai.', kkk Veja a seguir mais um trecho do capítulo You don't have to live like a referee" ("Você não precisa viver como um árbitro" em tradução livre).


Algo que me diz que esse jogo apitado pleo Homer será o único que verei nesta Copa. Mas te garanto que logo logo vai ter gente criticando a sátira como foi da primeira vez em 2002 que eles estiveram aqui.

sexta-feira, 28 de março de 2014

KOJAK, o pirulito mais rápido da cidade!



Por Nanael Soubaim
Há casos em que a vida imita a arte, outros em que a arte imita a vida, mas um caso pelo menos foi de a arte esculhambar a vida. foi como nasceu o seriado Kojak. Theo Kojak apareceu pela primeira vez em um tele filme (que era moda, Audrey Hepburn fez muito sucesso com eles) inspirado em um caso real, chamado The Marcus-Nelson Murders, em 1973. O público amou, então os picaretas da televisão trataram de espremer a fruta até o bagaço, e olha que tiraram muito suco dali.

De Outubro de 1973 a Março de 1978, a CBS exibiu a série de um detetive criado por Abby Mann, com uma combinação tão rara quanto inusitada; era careca, durão, meio malandrão, debochado, terminando cada episódio chupando um pirulito... Sim, aquele doce colorido com uma haste de madeira ou plástico, para não melecarmos as mãos enquanto o degustamos.


 
Ele era tenente do 13º Distrito de New York, Zona Sul de Manhattan, reconhecido por sua competência e intimidade com o submundo, que lhe garantia informações privilegiadas. Bem, na época os Estados Unidos viviam uma onda de criminalidade jamais vista, mas que era um paraíso de tranqüilidade se comparado ao que vivemos hoje no Brasil. Telly Savallas vivia um herói carismático, que conseguia ser do bem sem ser chatonildo, o que certamente angariou alguma simpatia da população pela polícia, que estava muito em baixa.

Para quem não sabe, o supersticioso povo americano ainda hoje tem paúra do número treze. O 13º Distrito seria algo como "Tem tudo para ser um fiasco, mas é o melhor distrito da cidade". Eles não se levavam à sério, levavam o trabalho, não a si mesmos. Comandando com uma dureza leve os detetives Stavros (George Savalas, irmão de Telly e às vezes identificado como Demóstenes nos créditos de abertura), Saperstein (Mark Russel) e Rizzo (Vince Conti), Kojak não deixava serviço para o episódio seguinte. Faziam parte do elenco ainda o detetive-chefe Frank McNeil (Dan Frazer), ex-parceiro de Kojak nas ruas, e o tenente Bobby Crocker (Kevin Dobson). Era um elenco meio grande para uma série de televisão, mas não havia atropelos por causa disso.

Os 125 episódios foram tão bem sucedidos, que foram também um sucesso de vendas para outros países, com reprises insistentes por muitos anos depois do seu fim. Savallas, aliás, ganhou o Emmy por sua atuação, e o seriado legou o Globo de Ouro em 1975. Ele mostrou algo que parece não ter sido aprendido pelos picaretas de Hollywood, mostrou como um herói moderno deveria ser. Ainda hoje é considerada uma das melhores séries da história da televisão.

No Brasil, Kojak virou sinônimo de calvície, tamanho o sucesso da série. Tanto, que Savallas nos fez várias visitas promocionais. Era quase uma ponte aérea. O sucesso foi tamanho, que a Manchete exibiu a série até 1989, nas madrugadas, antes de sua administração imbecil acabar com o legado de Adolpho Bloch.




Aliás, Vin Diesel, que tal fazer um papel diferente? Candidate-se! Chupar pirulito é fácil!


quarta-feira, 26 de março de 2014

JOÃO PELADÃO

por Renato Rodrigues
Essa eu li lá no Poltrona Pop e só postei aqui pra poder fazer o comentário no final. O ator Kit Harington (João das Neves de Game of Thrones) declarações que a série deveria ter mais nudez masculina.
"Se você faz uma série onde o sexo é importante, temos de fazer parte dele", disse o candidato a mulata globeleza.
Qualé, Jon? A nova temporada estreia dia 06/04/14 e eu só posso fazer coro com a ruiva invocada:




terça-feira, 25 de março de 2014

segunda-feira, 24 de março de 2014

LANÇAMENTO DE CONSPIRAÇÃO DE ÓRION, DE CLÁUDIO LOPES!

Venha conhecer o autor, ganhar seu autógrafo e um brinde super diferente: uma nebulosa na garrafa!!! Será nesta quarta-feira, na Lapa, Rio de Janeiro, às 19 horas! Nós da Linhas Tortas estaremos descendo de nossa nave espacial junto com o Cláudio Lopes para receber você com muito carinho!

Dia 26/03/2014
às 19 horas
Local: Bar Carioca da Gema. Avenida Mem de Sá, 79, Lapa.
Valor do livro: R$39,90

domingo, 23 de março de 2014

DOMINGO NO PARQUE - Os Trapalhões

Todo domingo vamos botar aqui uma espécie de sessão nostalgia relembrando good times da TV e da infância:


Renato Rodrigues
O primeiro a aparecer na telinha foi Renato Aragão. Foi na TV Ceará, com o programa Vídeo Alegre, tendo a participação de vários humoristas, logo depois foi para TV Tupi no Rio de Janeiro. Com Dedé participou de vários programas e filmes, mas foi só em meados dos anos 70 que Mussum e Zacarias entraram de vez (ainda na TV Tupi). Em 77 foram para a Globo onde estouraram! Até festinha de aniversário parava às 7 horas pra garotada assistir ao quarteto. E nos anos 80, o programa atingia mais de 60 pontos no ibope contra 12 do segundo colocado.




Em 1981 comemoraram 15 anos de existência, com um especial de oito horas, com a participação de quase todo o elenco da Globo. O especial também serviu para divulgar a campanha em favor dos portadores de deficiência visual, promovendo a doação de córneas e de bolsas de emprego em todo o país. Ahá, e eu tenho a moedinha comemorativa dos 15 anos que veio de brinde no gibi!!! (Riririririri... risadinha do Zacarias pra você)

Em 1991 foram homenageados pela Unidos do Cabuçu, com o enredo O Mundo Mágico Dos Trapalhões e em 1997, entraram para o Guinness Book, o Livro dos Recordes como o programa humorístico brasileiro que permaneceu por mais tempo em exibição na televisão.


TRAPALHADAS NOS CINEMAS

No cinema eles fizeram mais de 40 filmes (23 com o quarteto) sempre lotando salas nas férias. Falem bem, falem mal, foi o maior fenômeno do cinema brasileiro. Mais de cento e vinte milhões de pessoas já assistiram a filmes d'Os Trapalhões, sendo que sete filmes estão na lista dos dez mais vistos na história do cinema nacional. Aragão, em várias entrevistas, deixou claro que o Cinema é sua maior paixão. O nome "trapalhão" tornou-se tão famoso que acabou sendo usado, no Brasil, em títulos de vários filmes estrangeiros de comédia, na tentativa de atrair mais público. Isso ocorreu com alguns filmes de Jerry Lewis, Woody Allen e Peter Sellers.

TRAPALHADAS NAS BANCAS
EDITORA BLOCH - Essa versão era muito engraçada, principalmente pela falta do compromisso "politicamente correto" de hoje. Essa revista durou 11 anos (de 76 a 87). Apesar das boas vendas, Renato Aragão e sua trupe mudaram de casa e de equipe criativa. Especula-se que os humoristas tinham planos financeiramente mais rentáveis e, por essa razão, não renovaram o licenciamento com a Bloch. Assim, em 1988, Os Trapalhões chegam às bancas pela paulista Editora Abril em uma versão infantil. Em 1996, a Bloch (já mal das pernas) ensaiou a volta dos personagens em As Aventuras do Didi mas durou apenas 3 edições. A Editora Escala também fez algumas edições e passatempos com o Turma do Didizinho nesta década de 2000 e em mangá (2010)!

TRAPALHADAS NOS DVDs
Hoje podemos rever os filmes a preços super camaradas (15,00) nas coleções lançadas pela Europa Filmes. A Globo lançou também 3 discos com os melhores momentos dos programas de TV, mas foi infeliz ao escolhes os quadros. É tudo muito misturado, alguns quadros muito chatos ocupam espaço de outros memoráveis que ficaram de fora. Mesmo assim vale a pena rever com boa imagem a fase áurea do quarteto.

Hoje graças a esses DVDs e ao You Tube (claro) as novas gerações podem assistir com seus pais às trapalhadas de Didi, Dedé, Mussum, Zacarias, Sgto. Pincel, Tião Macalé, Catifunda, Ted Boy Marino, Lafond e muitos outros humoristas. E é isso aí, Psit!


sexta-feira, 21 de março de 2014

CURSO: AUTO PUBLICAÇÃO EM QUADRINHOS


por Eddie Van Feu
Você gosta de desenhar? Sonha em publicar seus próprios quadrinhos? Hoje há várias formas de publicar, mas você deve saber como fazer, ou pode queimar o próprio filme e afundar o próprio trabalho! O amigo Sandro Lobo está divulgando um curso de AUTOPUBLICAÇÃO que ele vai ministrar em SP!

Você quer ser bom em quadrinho? Quer ter sucesso no que faz? É preciso fazer algum esforço e buscar conhecimento e know-how! E é bom buscar com quem sabe!

SAIBA MAIS AQUI

terça-feira, 18 de março de 2014

MINDUIM DIGITAL

por Renato Rodrigues
O mundo precisa de mais uma animação em 3D? Se for da turma do Charlie Brown, SIIIIIM!!!!

´

A princípio fiquei cético quanto ao upgrade do universo de Peanuts. Sempre achei que era charmoso o suficiente em animação tradicional, mas as novas gerações só saem da casa para ver desenhos se ele for em Computação Gráfica então é compreensível essa mudança de ares. Até a Disney se rendeu às princesas virtuais. 

O Blue Sky e a 20th Century Fox lançarão Peanuts nos cinemas em novembro de 2015, quando as tiras de Charles Schulz  completam 65 anos e o primeiro desenho animado (especial de Natal para a TV A Charlie Brown Christmas) faz 50 anos.

Gostei bastante do teaser, passou toda a simpatia do desenho original e a presença dos herdeiros do Charles Schulz na produção garantem o gostinho de infância. O mesmo dos tempos da TVS que exibia na Sessão Carrossel o desenho intitulado aqui como "SNOOOOOPY" pelo narrador Marcelo Gastaldi (a voz do Minduim).


 
Good times!

segunda-feira, 17 de março de 2014

RESENHA DE "A DAMA DA MONTANHA" do BLOG LIVROMANÍACA

 
por Tielle Soares
Esse é o terceiro volume da série "Os Dragões de Titânia" escrito pelo autor nacional Renato Rodrigues e publicado pela editora Linhas Tortas. Vocês podem conferir a resenha do primeiro e segundo volumes aqui no blog (Aqui e Aqui).
 

domingo, 16 de março de 2014

XINGANDO NO TWITTER

Haters gonna hate. .
 
por Renato Rodrigues
 
Sabe o que são Haters? São aqueles desocupados que odeiam determinadas pessoas, celebridades, bandas, etc e dedicam seu tempo esculhambando quem produz alguma coisa em postagens quilométricas e cheias de argumentos e teorias em blogs e nas redes sociais. Você mesmo já deve ter brigado com algum deles nas redes sociais desde os tempos do Orkut.
 
Numa matéria do jornal O GLOBO o cantor James Blunt declarou: "Eu acho que essas pessoas vivem nas sombras. Ficam em seus quartos, provavelmente peladas, provavelmente solitárias, escrevendo palavras de ódio. O Twitter é um espaço em que as pessoas são rudes e grosseiras com todo mundo. É por isso que eu acho que ninguém, nenhum artista, pode levar essas coisas a sério, porque nas redes sociais as pessoas expressam suas opiniões. E opinião, você sabe, cada um tem a sua."

Pois se a Eddie que é uma célebre desconhecida tem seus detratores imagina os famosos de verdade. Use o seu cursinho do CCAA e veja os vídeos abaixo:



E tem mais!



Não acaba nunca!


 

Enfim... Não gaste seu precioso tempo e energia brigando em comunidades disso ou daquilo. Haters gonna hate (Odiadores vão odiar.). Você não vai mudar a cabeça de ninguém e ainda vai perder a sua. 

Gosta do trabalho da Eddie e da Editora Linhas Tortas?
Ajude a divulgar os livros, os DVDs, os Workshops e as tardes de autógrafos em eventos. Não pode ir aos eventos? Ajude a divulgar compartilhando as postagens no Facebook ou Twitter. É de graça e não dói!
 
 
Assim podemos fazer MAIS livros que você gosta, MAIS DVDs que você assiste e por aí vai.
E eu posso terminar de pagar minha mansão na frente da praia:
 

quinta-feira, 13 de março de 2014

Castidade à brasileira


 Por Nanael Soubaim

   Irmãos! Os baluartes da moralidade, de decência, dos bons costumes, da família tradicional e dos especiais ruins de fim de ano estão firmes em sua sina! Nossas famílias podem dormir em paz, quer dizer, depois que a Joseneide parar de bater no carteiro. Como o coitado grita!

   Irmãos! Após tentarem invadir a sacramentalidade de nossos abençoados lares, os ímpios impuros foram barrados novamente, impedidos de colocar em nosso mercado um filme imoral, indecente, uma verdadeira chacota aos nossos valores! Graças aos controladores de conteúdo importado, o blu-ray de Ninfomaníaca (ver aqui) foi recusado pela Sonopress. E ninguém vai importar, por que importaria um... Joseneide, deixa o homem em paz, ele tá quase morrendo, coitado!

   Como ia dizendo, irmãos, nossas famílias podem agora ficar tranqüilas, mas não pensem que é censura! Não, de jeito nenhum! É apenas controle de conteúdo! O Brasil é uma democracia plena, um país justo, desenvolvido e com o maior IDH do mundo! Não precisamos disso. Nossos jovens sabem o que não devem der e não vêem! Só porque mostra uma puritana em cenas de sexo explícito que beira o bizarro, com um apetite insaciável e contrariando sua aparência de religiosa fervorosa? Por que seria censura? Ninguém se identificaria com ela! A Joseneide me explicou todas as posições e disse "Isso aí eu faço enquanto escovo os dentes". Se minha santa esposa, que teve três filhos pelo Espírito Santo (um nissei, um negro de bengala e um louro caucasiano) diz que não se identifica, é porque nenhum de nossos irmãos se identificaria também. Foi recusado porque é imoral, só isso!

   Nossas famílias podem descansar em paz, irmãos! Poderemos nos entreter com programações sadias, como aquele reality show que mostra adultos brincando de esconde-esconde feito crianças, sob lençóis, sempre focando partes baixas de seus corpos, para seus rostos não serem expostos desnecessáriamente à curiosidade popular. Já pensaram, se nossos jovens descobrem... Sexo? Menores de dezoito anos, ainda com as lembranças da infância fresquinhas, se escandalizando e se traumatizando com cenas escandalosas! Cenas que nossas televisões nunca mostrariam nem por insinuação!

   Ah, que desgraça seria que nossos jovens começassem a ver pernas nuas! Colos descobertos! Glúteos insinuados por sob os tecidos! Bocas pintadas! Cinturinhas finas requebrando! Ah, eu nem quero imaginar! Seria a completa ruína de nossa pátria casta e imaculada... Joseneide, o moço é vegetariano, ele não gosta de lombo! Pare de fazer ele comer o que não gosta! Você está sendo dura demais por causa de uma carta atrasada, minha santinha!

   Não se preocupem, irmãos, pois temos quem defenda nossa moralidade! Poderemos nos divertir sem medo com as novelas, repletas de personagens equilibrados, bem intencionados, com noção de decência e respeitadoras de nossas inteligências, que promovem a boa convivência, mostrando vizinhos brincando de esconde-esconde debaixo dos lençóis... Joseneide, o que é isso?? Meu bem, o rapaz vai acabar fazendo um B.O! O que ela tanto bronqueia com ele? Irmãos, me dêem licença, vou ver o que está acontecendo... Joseneide, você acabou com o rapaz!

- Ensinei umas coisinhas que ele não sabia! Agora vai fazer direito, não vai?
- Só!
- Moço, me desculpe, pode pegar uma de minhas camisas... Joseneide, você não precisa ser tão brava, meu bem!


E o casal conversa tranqüilo, certo de que a inocência dos jovens jamais será maculada por costumes que nunca existiram no sagrado solo brasileiro.

quarta-feira, 12 de março de 2014

A SUPER-BIG-MEGA-ULTRA CAIXA DE HARRY POTTER



por Renato Rodrigues
O Ricky Nobre compartilhou isso no Facebook ontem mais feliz que pinto no lixo (Não, ele não ganhou, ele só compartilhou o vídeo). Veja aí as tranqueiras todas:



Não faço ideia do que são todas essa coisas no box pois não vi todos os filmes, mas deve ter fã por aí vendendo o próprio rim pra comprar. Nem me atrevo a procurar saber o preço.

terça-feira, 11 de março de 2014

VEJA RAPIDINHO O UNIFORME DO FLASH

por Renato Rodrigues
Nas véspera do Carnaval divulgaram uma foto com a máscara do novo Flash desfilando na Sapucaí...


...e HOJE saiu ele de corpo inteiro.


Ficou legal, parece algo dentro do esperado (a textura de pano perfex de sempre usada desde o primeiro uniforme do Homem Aranha) e ainda parece se encaixar dentro do universo da série Arrow. Levo mais fé nessa série do que no filme do Batman vs Superman.

ATUALIZADO:

Essa ficou "The Trash":
 
 
fleshi1 Novas imagens do The Flésh de Couro
 
fleshi3 Novas imagens do The Flésh de Couro

domingo, 9 de março de 2014

PODCAST 7 - Feira do Livro de Porto Alegre 2010


(Gravado originalmente em 2010)
Como essa semana não teremos VLOG ALCATEIA pois estamos de ressaca pós-Carnaval, eu resgatei um antigo DOGCAST (quase) inédito. É um mini-podcast direto de Porto Alegre com Eddie Van Feu e a ilustradora Carolina Mylius. As duas falaram sobre o lançamento do livro Magia dos Dragões.
É pá-pum, ouve aí:


sexta-feira, 7 de março de 2014

A IDADE DAS PRINCESAS DISNEY

por Renato Rodrigues
Isso eu pesquei no Facebook pra trazer pra vocês. É uma ilustração com as princesas Disney mostrando como elas estariam hoje caso tivessem nascido realmente no ano em que seus filmes estrearam (CLIQUE em cima para ampliar).



Até que a Branca de Nove está conservada. Pelo menos não ficou como nessa versão:

quarta-feira, 5 de março de 2014

GRAVIDADE


por Mauro Lima (via Facebook)
A cerimônia de prêmios do Oscar realiza maravilhas. Cerca de dois meses atrás assisti "Gravidade" pela primeira vez. E pela segunda. E pela terceira... Achei o filme de uma beleza sem fim. Tecnicamente perfeito. Não foi surpresa nenhuma escutar pessoas ao redor dizendo que o filme era chato, insípido e menosprezando as atuações de Bullock e Clooney.

Sete Oscars depois... o filme ganha no mínimo o status de cinema cult - daqueles que você vê porque é muito premiado; porque todos vão assistir e quando perguntarem o que você achou, um tímido "gostei" ou "vi sim" virá como resposta, muito embora alguém fique com a nítida sensação que não entendeu nada o porquê dessa premiação toda.

"Gravidade" é um belo exemplo do exercício de diversidade dos dias atuais. Não é preciso gostar; um filme muitas vezes equivale a um bom vinho: ele pode ser recomendado, aclamado, boa procedência, mas em última análise o que pesa é o paladar de quem o prova. Gostar ou não de maneira alguma classifica alguém como melhor ou pior. Em essência, a mensagem do próprio filme se mescla a este conceito; na imensidão do espaço não somos absolutamente nada.

E dessa maneira podemos finalmente descobrir o nosso todo. A respeitar o fluxo da correnteza sem abrir mão da própria direção.

terça-feira, 4 de março de 2014

OSCAR 2014 - Um resumão pra quem não viu porque tava enchendo os cornos no Carnaval


por Renato Rodrigues
Ellen foi ótima apresentando esse ano e teve a sacada genial (bom, provavelmente foi alguém da produção, mas deixa pra lá) de fazer aquelas duas brincadeiras: Uma a de pedir pizza pros convidados e a outra a de bater uma foto estilo selfie com a galera que bombou na Internet (Gerando múltiplas montagens depois).

Galera com Dollynho

Foto: Lua das Fadas será indicado ao Oscar, claro, então resolvi ir treinando!!! Essa é minha foto da festa de ontem, cinco minutos antes de eu ser presa pela organização do Oscar!
Galera com a Eddie

Galera zueira

Tanto que, merecidamente, foi a maior audiência americana desde o final de FRIENDS. Por aqui, só a TNT passou. A Globo, como sabem, pegou a exclusividade só pra ninguém mais exibir mesmo (ainda mais que era dia de desfile). E pra piorar passou um resumo chimfrim no dia seguinte, à tarde, com cinco mulheres falando mal das roupas da negada ao invés de fazer um compacto da cerimônia. Vergonha alheia...

Mas a noite não foi perfeita, os clipes estavam muito mal selecionados. Teve um de animação que ficou pobre, pobre, com desenhos repetidos entre eles e dezenas de outros de maior importância para a animação faltando. E outro clipe sobre HERÓIS onde, pasmem, esqueceram de botar o Super-Christopher Reeve. Fala sério, qualquer montagem do You Tube ficaria melhor que aqueles clipezinhos nas cochas.   

Os vencedores da noite você já viu por aí, mas eu coloquei no final da matéria. E, para fechar nossa cobertura vagabunda do Oscar, o momento sempre emocionante do adeus aos que partiram como Shirley Temple, Harold Ramis e o meu dinheiro no banco comido pelo cheque especial.


(VENCEDORES QUE VÃO RIR DA CARA DO WILL SMITH QUE FATUROU O FRAMBOESA DE OURO)

MELHOR FILME
12 Anos de Escravidão

MELHOR DIRETOR
Alfonso Cuarón, Gravidade

MELHOR ATOR
Matthew McConaughey, Clube de Compras Dallas

MELHOR ATRIZ
Cate Blanchett, Blue Jasmine

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Lupita Nyong'o, 12 Anos de Escravidão

MELHOR ATOR COADJUVANTE
Jared Leto, Clube de Compras Dallas

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
Frozen: Uma Aventura Congelante

(E agora aqueles prêmios que ninguém liga)

MELHOR DOCUMENTÁRIO
20 Feet From Stardom

MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA METRAGEM
The lady in number 6: Music saved my life

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
A Grande Beleza, Itália

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Spike Jonze, Ela

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
John Ridley, 12 anos de escravidão

MELHOR FOTOGRAFIA
Emmanuel Lubezki, Gravidade

MELHOR FIGURINO
Catherine Martin, O Grande Gatsby

MELHOR EDIÇÃO
Alfonso Cuarón e Mark Sanger, Gravidade

MELHOR MAQUIAGEM
Adruitha Lee e Robin Mathews, Clube de Compras Dallas

MELHOR TRILHA SONORA
Steven Price, Gravidade

MELHOR CANÇÃO
“Let It Go”, do filme Frozen: Frozen: Uma Aventura Congelante
Música e Letra de Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez


MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
O Grande Gatsby

MELHOR CURTA ANIMADO
Mr. Hublot, Laurent Witz e Alexandre Espigares

MELHOR CURTA METRAGEM
Helium, Anders Walter e Kim Magnusson

MELHOR EDIÇÃO DE SOM
Gravidade, Glenn Freemantle

MELHOR MIXAGEM DE SOM
Gravidade, Skip Lievsay, Niv Adiri, Christopher Benstead e Chris Munro

MELHOR EFEITO VISUAL
Gravidade, Tim Webber, Chris Lawrence, Dave Shirk e Neil Corbould