sábado, 31 de maio de 2014

Mädchen in Uniform


By Nanael Soubaim

  Há muitos filmes que mereceriam uma releitura de Hollywood, a maioria deles eu gostaria muito de ver em uma, mas há um que merece e eu espero que jamais ganhe. Explicarei, é só um minutinho e já lhes digo.

  Mädchen in Uniform, que em português literal seria "senhoritas no uniforme", é um drama alemão escrito por Christa Winsloe (aqui) e filmado pela primeira vez em 1931, baseado na bem sucedida peça "Gestern und heute", ou "ontem e hoje" em tradução literal. Sua característica mais marcante é ter o elenco todo feminino, não se vê um homem durante todo o filme. Essa primeira versão utilizou grande parte do elenco do teatro e filmado no orfanato militar de Postdam.

  A trama se passa no fim da bélle époque, conta a história da adolescente órfã Manuela von Meinhards, que perdera a família recentemente e é encaminhada ao orfanato, onde conhece a professora conhecida na trama por Governer Fräulein von Bernburg. Era um orfanato militar do início do século passado, as formalidades eram sim realmente necessárias à época. Quem quiser voltar no tempo e mostra-lhes métodos melhores, sinta-se à vontade. O primeiro elenco tem Hertha Thiele (aqui) como Manuela e Dorothea Wieck (aqui) como Fräulein Elisabeth von Bernburg.

  O enredo foge muito aos dramas esperados de um filme sobre orfanatos. O que temos aqui não é uma garota rebelde que quer se livrar das amarras formalistas de uma época repressora, bla-bla, bla-bla e bla-bla. Manuela é uma garota muito bem ajustada, obrigado, seu único sofrimento até então é mesmo a perda da família. O enredo trata de lesbianismo. Muito diferente do que alguns de vocês estão pensando e pelo que já começam a suar, não é nem de longe um filme erótico, não há sequer uma cena de intimidade sexual. Há carinho, algumas carícias leves, abraços longos, mas não o que muita gente esperaria de uma trama assim. A certa altura Manuela beija Fräulein, mas para os onanistas é a coisa mais sem graça do mundo.

  Devido ao trauma súbito e recente, a professora passa a dar atenções especiais à nova interna. O que normalmente a transformaria em uma mãe substituta para a aluna, acaba despertando a paixão dela. Trata-se de uma professora experiente, mas relativamente jovem e muito bonita, que certamente desperta a atenção masculina quando sai à cidade. Bem, o homossexualismo não era novidade na Europa da época, só era velado, mas nesta condição chegou a ser bastante tolerado pela maioria; embora um casamento nos moldes tradicionais continuasse nos planos sociais, enfim. Com o tempo e a resistência da professora, a moça tímida e aplicada passa a ter os arroubos costumeiros da adolescência. Em uma peça teatral dentro do orfanato, vestida de garoto do fim da idade média, Manuela se vale do papel, fura o roteiro e se declara publicamente à professora, sendo repreendida com dureza compreensível para a época, pela duquesa que comanda o orfanato. Claro que Hitler não gostou e esta foi uma das obras proscritas pelo nazismo.

  Manuela chega a tentar se matar, se atirando da escadaria. O orfanato é um prédio bem alto para a época. Isso fez a directora rever seus métodos, mas causou a renúncia da professora e... Não contarei o filme, ele está disponível para baixar e até algumas locadoras têm as duas versões mais famosas. A segunda versão foi filmada em 1958. Manuela é interpretada pela maravilhosa Romy Schneider (uma boa biographia aqui e uma aqui), Lilli Palmer (aqui) fez Elisabeth. Com o cinema falado, a expressividade vocal e a modulação da própria voz passaram a fazer parte do filme, e Romy emprestou uma doçura rebelde muito grande à Manuela. Ela foi mais melancólica do que Hertha, mas por isso mesmo até um pouco mais agressiva na demonstração de uma paixão proibida naquele ambiente de disciplina severa.

  O filme mostra a realidade nua, mas sem qualquer apelação. Tudo é contado de forma muito gentil, às vezes tempestuosa, mas muito gentil. Mesmo na versão de 1958, quando já era normal fazer alusão clara a relações sexuais, quando não insinuadas abertamente, o filme se preserva de excitações que distrairiam a atenção do público de sua mensagem central. Não há mais rebeldias do que as necessárias, não há mais intimidades do que as necessárias à trama, não há sequer um discurso explícito e politizado para colocar tudo a perder. Tudo, exceto a beleza da obra, está dentro do absolutamente necessário. E a segunda versão tem mais beleza por quadro do que as últimas bombas do cinema têm todas juntas em sua íntegra.

  Por que não quero que façam um remake? Porque os productoers de hoje dificilmente saberiam respeitar a obra. Hoje sequer se cogita a sutileza com que as duas versões trataram a paixão arrebatadora entre aluna e professora. Hoje se quer simplesmente chocar, como se as aves fossem a solução para os problemas mundiais. Bem, vou contar-lhes uma história triste e bela, a melhor forma de fazer um cabeça-dura ter certeza de que tem razão, é bater de frente com ele, ou chocá-lo pura e simplesmente. Eu sou um cabeça-dura assumido, sei do que estou falando.

  Dificilmente um director vai aceitar que tudo fique em um beijo roubado, que as carícias não adentrem nos vestidos e que não haja um homem sorrateiro que não existe no livro. Vai querer transformar o filme ou em uma tragédia desnecessária, ou em um lesbo-pornô desnecessário. Por isso, até que os factos e os parâmetros provem o contrário, prefiro que não haja refilmagens.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

KODAMA DF 2014 - Sábado e Domingo!!!!!


Nosso evento de anime mais animado acontece em Brasília! E estarei lá com a Feira Medieval e com workshops!

Dias 31 de maio e 01 de junho de 2014
Centro Cultural TaguaParque
Pistão Norte
Taguatinga Norte - DF
Página oficial do evento: http://www.kodamadf.com.br

Workshop de Eddie Van Feu para roteiristas e escritores:

Como construir diálogos e personagens
Sábado: 15 horas
Muita gente escreve livros, mas poucos conseguem criar diálogos fantásticos como R. R. Martin, Harlan Colben e Neil Gaiman. Qual o segredo? Para aprendermos a criar diálogos interessantes e marcantes, precisamos de técnica e de algumas dicas. Também precisaremos aprender mais sobre criação de personagens. Workshop ideal para quem escreve e quer escrever quadrinhos, roteiros e histórias.

Workshop de Eddie Van Feu de magia

Tema: O que um bruxo deveria saber (mas não tem pra quem perguntar)
Domingo: 15 horas
Com tantas informações sobre magia e bruxaria, há ainda muitas dúvidas e muitas informações equivocadas. Nesse workshop vamos conversar sobre o caminho da magia, como praticá-lo com alegria, como atrair para nossas vidas o melhor. Vamos falar sobre a Lua, a magia dos elementos, a importância dos instrumentos mágicos, o pêndulo e o tarot. E tirar todas as dúvidas de quem estiver presente!

Estarei no estande da Linhas Tortas com livros e novidades nos dois dias do Kodama!

ENTRADA: Convite + 1 kilo de alimento não perecível exceto sal em cada dia
Convites antecipados duplos com desconto:
60 reais - inteira
30 reais - meia entrada
Antecipado promocional - MEIA ENTRADA PARA TODOS.
Dúvidas? sackodamadf@yahoo.com.br

VEJA O QUE VOCÊ VAI CURTIR!

WCS 2014 - Etapa Brasília:
http://henshin.uol.com.br/wcs/cosplayers/pre-inscricao-passo1.php?s_id=97

Stands
Área de Alimentação
Oficinas diversas
Grupo Kamelot
Feira Medieval
Batalha Campal
SOS Cosplay
Matsuri Dance
Studio Fotográfico
Espaço Independente - EI
Jogos Eletrônicos
E muito mais ^__~



quinta-feira, 29 de maio de 2014

RESENHAS DE "AS CRÔNICAS VAMPIRESCAS" por Karine Coelho

"Crônicas Vampirescas" é o nome dado a um conjunto de obras da escritora Anne Rice, que narra a história dos vampiros Lestat, Louis, Armand entre outros. O primeiro volume foi lançado em 1976 ganhando um filme em 1994 com Tom Cruise imortalizando o vampiro Lestat de Lioncourt. Escolhi as três primeiras obras dessa série para chupar o sangue a estreia da Karine como resenhista de livros aqui do blog. Bem-vinda!!!!


ENTREVISTA COM O VAMPIRO (1976)
Os fãs tem um pouco de razão. Depois que você lê sobre os vampiros de Anne Rice, os vampiros de "Crepúsculo" parecem incrivelmente infantis e ingênuos. A história em si é muito filosófica, por causa dos pensamentos e meditações de Louis. Poucas pessoas realmente gostam desse livro por causa disso, mas a verdade é que isso é a essência da história. Ele se recusa a simplesmente aceitar a idéia de ser um vampiro. Ele queria respostas sobre tudo aquilo. Ele tinha raiva do Lestat porque ele não lhe dava essas respostas; mas no final, com Armand, ele descobriu que não havia resposta alguma. A vida de vampiro era como a vida humana, cheia de mistérios e perguntas sem resposta. 

Mas o mais interessante do livro é a pequena Cláudia. Ao mesmo tempo que te dá vontade de pegá-la no colo, te dá medo também. Ela, com seus eternos cinco anos de idade, é a vampira mais cruel e perversa da história. Mais cruel do que o mais cruel dos vampiros de "Crepúsculo". Uma personagem e tanto.



O VAMPIRO LESTAT (1985)
Muito. Essa é a palavra que define o livro. Muito longo, muito interessante, muito tudo. É incrível como um livro tão pequeno e tão fino pode parecer tão longo. Parece que são vários livros dentro de um só. São tantos acontecimentos, tantas épocas diferentes, tantos personagens, todos eles marcantes.

Destaque especial para Gabrielle, a mãe de Lestat, que é transformada por ele de marquesa submissa a uma vampira aventureira. Destaque também para Armand, o jovem e antigo vampiro de ar inocente. Tem também o Nicolas, o grande violinista amigo e amante de Lestat, que também é transformado e acaba enlouquecendo. Ah, sim, também temos Marius, com sua complexa história super interessante. E por fim, Aqueles Que Devem Ser Preservados, Akasha e Enkil, os deuses, os mais velhos vampiros, cuja lenda já era antiga na época dos faraós. Muita História. Muitas histórias. Um livro "muito".


A RAINHA DOS CONDENADOS (1988)
Incrível. Essa é a palavra que define o livro. Incrível a trama complexa, os personagens diversos, o trabalho de pesquisa de Anne Rice... O livro é como uma aula de História não-convencional. Relatos perfeitos, precisos, seguros da vida a seis mil anos atrás, antes mesmo dos faraós, das pirâmides e múmias. A Maharet, por si só, já é uma aula de arqueologia ambulante! Quando eu penso em todas as coisas que ela viu durante sua longa vida, eu fico até tonta. 

Mas, deixemos de lado a História agora. Personagens interessantes aparecem todo o tempo, com sua própria história de vida, criados apenas para ilustrar a história maior, como a Baby Jenks, por exemplo. E a Akasha, a Rainha, é incrivelmente louca, com seu plano mirabolante de salvar a Humanidade. E no meio disso tudo, Lestat, sempre infringindo as regras e soltando suas pérolas, como: “O príncipe jamais virá, todos sabem disso; e talvez a Bela Adormecida esteja morta.”, “Não tenho culpa de ser um bandido deslumbrante.”, “Sempre fui meu próprio mestre... E devo confessar que também sempre fui meu aluno favorito.” Enfim, escrever sobre esse livro não caberia numa só resenha. É algo a ser estudado, como a própria História do Mundo.

Resenhas cedidas gentilmente por Karine Coelho direto do Skoob

quarta-feira, 28 de maio de 2014

RESENHA "X-MEN DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO"


Por X-Maay Barnes 

Em primeiro lugar, eu sou fã de X-men desde meus míseros 5 anos – do desenho X-Men Evolution, óbvio – e fiquei mais ainda aos 10 anos quando assisti em DVD X-men – o Filme do Bryan Singer (que retorna agora para a Mansão Xavier reassumindo a franquia depois de passar vergonha lá em Metrópolis) :P 

O filme começa com uma cena de ação, que me deixou meio what the fuck, mas depois eu entendi – sim, sou bem X-lenta – e passei a curtir. Revemos alguns mutantes já conhecidos dos três primeiros filmes e alguns novos lutando com um bando de máquinas enooormes e medonhas que tavam dando uma surra na galera, rs. Quem acompanha os quadrinhos já sabe que os autobots na tela são os Sentinelas, avançadas máquinas criadas para “controle” de mutantes. E tavam lá passando rodo geral na heroizada até aparecer Ian Mckellen, o branco, junto com capitão Patrick Stewart e seu imediato Hugh Jackman #Aplausos infinitos para esses três divos, e é ai que começa a história mesmo. 


Outro momento WTF foi: Tio Xavier não tinha morrido no “X-3 - Confronto final”? Que é que ele tá fazendo aí? Acho que eles viram que o terceiro filme da saga foi tão ruim que decidiram ignorar os fatos ocorridos nele. E o mesmo vale para as garras do Wolverine, que apareceram de boa nesse filme mesmo depois do ocorrido em “Wolverine – imortal”. 
[NOTA DO EDITOR RENATO: Maior cagalhofança do Brian Singer que não sabe amarrar histórias direito!!!]
A partir daí o trailer já conta o que acontece: Wolvie volta no tempo (Nos quadrinhos é a “consciência” da Kitty Pride quem volta) para deter a criação dos Sentinelas – com direito a uma bela cena que faria qualquer fangirl dar uns berros – e para procurar o professor Xavier mais jovem. 

Eu, como fã louca do James Mcavoy desde Nárnia fiquei muito feliz em revê-lo na pele de Charles Xavier, agora um personagem bem diferente do que conhecemos em “Primeira Classe”: Desiludido, desleixado e, se me permite dizer, meio chatinho. Mas só nos primeiros 5 minutos de cena, tá? E precisarão, claro, da ajuda do jovem Magneto, em cana por algo que nem a mente conspiratória de Oliver Stone poderia prever. E é aí que entra o polêmico velocista Mercúrio. 


Cara, a participação de Mercúrio nesse filme foi genial, adorei a personalidade e a aparência dele (Mesmo sendo totalmente diferente das HQs). Evan Peters (conhecido pela participação nas 3 temporadas de American Horror Story) brilhou na mais divertida fuga de prisão que já vi. E como a Marvel não perde a piada, o garoto até disse “Ah, você controla os metais? Legal, minha mãe saía com um cara que também fazia isso”, e euzinha lá no cinema dizendo: Sabe de nada, Jon Snow :p 

Peter Dinklage roubou a cena como sempre faz em sua série e foi destaque juntamente com a Jennifer Lawrence que, após o Oscar, acabou tendo um destaque maior do que precisava deixando até o Logan meio ofuscado. Queria ter visto mais dos veteranos Magneto e Xavier mas... Não rolou. Aliás, as cenas de luta não foram tão oh my god, que f****. Tudo gira mais em torno do preconceito contra os mutantes e na tentativa de convencer Mística a desistir de seu intento. Ah, sim, e quanto ao Erik jovem, cara, ele não mudou nada, sempre bem radical em tudo, sempre com sua ideologia de guerra entre humanos e mutantes... E lá vem eu de novo babar um dos meus ídolos, Michael Fassbender está arrasando muito, nota 20 para ele. 


Quando Bryan Singer assumiu a direção de “Dias de Um Futuro Esquecido” eu espera que fosse pelo menos no mesmo nível top do seu antecessor, (“Primeira Classe” de Matthew Vaughn) mas, infelizmente não chega a tanto.

Desta safra super-heróica, pelo menos, é o melhor desde "Os Vingadores" – Me perdoem aí Capitão América e Homem Aranha, maas... Vocês ainda tem que melhorar um pouco – justamente por ser bem profundo em relação aos personagens, e não se preocupar só em encher as cenas de ação. As cenas tem uma beleza gráfica admirável e uma exploração de humor e intimismo na medida certa, então, não vá assistir ao filme esperando cenas eletrizantes porque vai se decepcionar. É um filme relativamente calmo que funciona mais como um reboot da história, meio que preparando o território para o próximo longa. 

Então é isso gente, eu espero que vocês se divirtam com o filme tanto quanto eu, que apreciem a leveza dele e não saiam por ai falando mal por ter sido um pouco “parado”, e... Estamos ai, aguardando ansiosamente "X-men – O Apocalipse" e... Estou rezando para o diretor dar um jeitinho de Michael Fassbender e James Mcavoy voltarem lol #ignoremCoisadeFangirl 

Nota: 8,8

domingo, 25 de maio de 2014

VLOG ALCATEIA #59 - Bate papo com o autor Edu Scarfon


Você já se sentiu um retardado emocional? Sabia que não devia agir de determinada forma, mas não controlou suas emoções e fez aquela lambança assim mesmo? E aí se arrependeu! E aí voltou a fazer tudo de novo? Então saiba que você pode aprender a se tornar um ser humano melhor e ser muito mais feliz curando suas emoções! COnheça mais desse livro de Edu Scarfon nesse bate-papo cheio de dicas legais sobre emocional!

terça-feira, 13 de maio de 2014

BATMAN e o BATMÓVEL

Batmóvel

por Renato Rodrigues 
Hoje o dia tá mais cheio de novidades que bolsa de muambeiro. Ontem o Zac Snyder (direto de "O Homem de Aço, caramba) postou no seu tuíter uma provocante foto do Batmóvel "semi nu" coberto apenas por um tapa sexo (foto acima) e hoje divulgou ele por inteiro e com uma surpresa....



SIM, O BATMAN e seu aguardado novo traje versão Snyder. O que acharam?
rar o resto hoje.



Achei legal, mesmo parecendo que ele saiu de um carvoaria. Passou um imponência que o personagem precisa!




E na boa, ficou muito melhor que aquela droga de traje de mergulho que o Superman usa hoje:


FINALZINHO DE TEMPORADA DO ARROW E UMA OLHADINHA NO NOVO FLASH

the-flash-poster

por Renato Rodrigues
Gozado que a concorrente da Marvel, a SHIELD, tava uma droga e melhorou 100% enquanto a série do Arqueiro Verde perdeu a linha e ficou modorrenta pra dedéu... Vamos ver como é esse final e se a novelinha do arqueiro anda pra frente:



Falando em andar pra frente, o FLASH ficou legal, heim? Não viu? Veja no replay:



GIF roubado do MDM

segunda-feira, 12 de maio de 2014

DINOBOTS???? (actualizado)

Dinobots foi o início do fim do antigo desenho animado...




Agora com um trailer exibido na TV lá fora:



Dinossauros que cospem fogo???? PÔ, Michael Bay, isso é um Dinobot ou Dinodragon??? Tanto faz, os dois são absurdos!!!!

TRAILER DO CONSTANTINE



Pode ser bom? Pode...
Pode ser uma merda? Também...

Pode ser o dois? Pode, Supernatural é assim e faz sucesso.

Eu não acompanhava os quadrinhos adultos de Hellbelzer o suficiente pra saber, mas pelo menos ele não é o Keanu Reeves.




sexta-feira, 9 de maio de 2014

11ª. CONVENÇÃO DE BRUXAS E MAGOS DE PARANAPIACABA

Essa é a décima primeira Convenção de Bruxas e você não pode perder essa! O tema do ano será “ Magicis et Scientia – Magia é a ciência que ainda não entendemos.”

O melhor evento de magia do Brasil, com grandes profissionais, grandes sorrisos e muita alegria e conhecimento. São palestras e rituais abertos ao público, além de estandes, novidades, badulaques, brincadeiras, dança e muita magia! Nesse ano, teremos um ritual especial aberto da Ordem dos Cavaleiros da Rosa e ritual para Kali de limpeza e destruição de inimigos e obstáculos!

Quando: 16, 17 e 18 de maio de 2014
Onde: Vila de Paranapiacaba


Quando: 16, 17 e 18 de maio de 2014 
Onde: Vila de Paranapiacaba 

 E atenção para nossos eventos na Convenção!

Palestra com ritual para Kali
Vamos conhecer um pouco mais essa Deusa Negra e aprender a trabalhar com ela. Ritual aberto para corte do que não nos faz bem, sejam feitiços, inimigos, vícios, relacionamentos ruins, sentimentos negativos, etc. Onde: Lira Serrano, Salão Inferior Sala 1
Quando: 15hs 30min

Primeiro Ritual Aberto da Ordem dos Cavaleiros da Rosa Ritual público e aberto a todos para retirada dos obstáculos e abertura de caminhos em todos os aspectos.
Onde: Locobrek
Quando: 12hs 30min

Estande da Linhas Tortas e Portal das Luzes
Estaremos o tempo inteiro no nosso estande, onde você pode nos encontrar para conhecer nossos livros e objetos encantados e únicos! Onde: Mercadão Quando: o dia inteiro. Teremos nossa super caravana para o melhor evento que reúne bruxas, magos e simpatizantes do Brasil! Já confirmada a Caravana Black Cat com os lobos da Alcateia.

Confirmada também a Pousada Shamballah e traslado ida e volta do Tietê para Paranapiacaba. Ligue e confirme sua vaga antes que acabe: CARAVANA PARA A CONVENÇÃO DE BRUXAS Michele Cel: (11) 7894-9672 (ID Nextel 9*88547). 
E-mail: michele.roberti@yahoo.com.br 
Para saber mais sobre a Convenção, fale com a Casa de Bruxa: (11) 4994-4327
Teremos nossa super caravana para o melhor evento que reúne bruxas, magos e simpatizantes do Brasil! Já confirmada a Caravana Black Cat com os lobos da Alcateia. Confirmada também a Pousada Shamballah e traslado ida e volta do Tietê para Paranapiacaba. Ligue e confirme sua vaga antes que acabe:



PORQUE HOJE É SEXTA-FEIRA!!!

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Crítica de "O ESPETACULAR HOMEM ARANHA 2"

Essa é nossa nova colaboradora aqui do blog
(Deixamos a porta aberta, ela entrou e vamos ver quanto tempo ela nos aguenta!)

por Maay Barnes
Olá, galera, bom dia! A resenha de hoje não é de livro, é de um filme *--* que estreou dia 1 de maio no Brasil e veio A-RRA-SAN-DO. Sim, ele, o grande, o lindo e divo: O Espetacular Homem Aranha 2 - A Ameaça de Electro.

#AplausosMuitosAplausos. 

O filme começa já detonando com uma cena de ação, onde vemos – como de costume – o jovem protagonista dividido entre ser o Aranha e ser Peter Parker. No segundo filme da saga com Andrew Garfield descobrimos o passado de Peter e coisas sobre seus pais, que nunca foram exploradas nos outros filmes com Toby Maguire, onde passamos a entender melhor a origem do Homem Aranha.


O filme é repleto de ação, e momentos cômicos típicos dos filmes da Marvel, além de uma pitadinha de romance mal resolvido. Sim, amigo, vida amorosa de herói nunca é fácil. Peter passa por um dilema, entre viver com a mulher que ama ou protegê-la – velho clichê dos super heróis – dos perigos de uma vida ao seu lado. O que dá uma carga bem subjetiva ao filme, que explora muito bem o lado pessoal da maioria dos personagens. 

Gwen arrasa durante o filme mais uma vez mostrando que não tem só a carinha bonita como também conteúdo e um cérebro invejável de graaande ajuda durante as lutas contra os vilões. O que me faz lembrar que, eu , pessoalmente achei que os vilões poderiam ser melhores. O Electro tinha tudo para ser um vilão sensacional, mas perto do Aranha ele é um fracote, não consegue machucar o oponente de verdade e também não apresenta um bom motivo para se tornar vilão, apenas fica bad boy de uma hora para outra feito uma menina que levou um fora do namorado. E além do Electro, Peter Parker precisa se preocupar com seu melhor amigo, Harry, que lhe apresenta uma proposta indecente durante o filme. Caalma, não é nenhuma sacanagem okay? 

Harry foi um personagem “meia boca” até metade do filme, o que me fez dizer “Droga, preferia o personagem feito por James Franco”. Mas não se preocupe, quem pensar o mesmo que eu vai dizer “Me perdoa, Dane DeHaan” na segunda parte do filme. O personagem dá um show após o clímax de sua situação lhe subir a cabeça. Parece que aquele garoto mimado e chatinho assume uma postura mais madura e ao mesmo tempo desesperada durante as cenas. 


Ainda sobre o elenco, todos demonstraram com clareza os sentimentos de seus personagens, e acredite, não pouparam lágrimas, sorrisos e caras de raiva no decorrer do filme. E eu absolutamente bato palmas para a atuação de Andrew Garfield neste segundo filme – o que eu não faria para o primeiro – pois o rapaz consegue fazer o telespectador sentir o que Peter Parker sente. Nota onze para ele, bebê. 

Outra coisa que merece nota alta é a trilha sonora, meu Deus, que musicas boas são aquelas!? Muito bem sincronizadas com as cenas formando um ballet cinematográfico – #FaleiBonito #SoqueNão – trazendo muita emoção e lágrimas em algumas cenas – para manteigas derretidas tipo eu – que foram sensacionais.

Enfim parabéns ao diretor Marc Webb – de 500 dias com ela e vários clipes do Green Day – pois o filme dele está espetacular. Parabéns aos atores por taaanta perfeição na atuação e... Melhorem o vilão do próximo filme por favor u.u’ Nós fãs merecemos alguém a altura do Aranha né –qq 


Nota: 9,5 :p

quarta-feira, 7 de maio de 2014

APOIE NOSSOS DOIS LIVROS NA BOOKSTART E GANHE PRÊMIOS!




Oi, gente!!!! Hoje estou aqui para pedir um apoio de vocês para dois projetos nossos num sistema novo chamado Bookstart, um sistema de financiamento coletivo específico para livros. Basicamente, é uma pré-venda com prêmios e garantias. Cada um escolhe qual prêmio vai querer e faz sua contribuição. Nessas duas campanhas, há prêmios que incluem o e-book, o livro físico autografado, rituais e caixas com pós, poções, talismãs e amuletos exclusivos e já encantados, cada um em sua linha (a do livro do hoodoo, na linha hoodoo; a do livro dos cristais, poções e talismãs com cristais).

Esse sistema é uma pré-venda, mas sem risco! Caso não se alcance a meta (bate na madeira!) o dinheiro é devolvido ao apoiador!

No momento, temos dois projetos da Linhas Tortas: um é meu em parceria com a Dany que mora em Paris, é primeiro volume da Enciclopédia de Cristais com magias inéditas para cristais da riqueza e prosperidade, além de fotos coloridas tiradas pela Dany para você reconhecer os cristais.



O outro é um livro de hoodoo escrito pelo Tiago Lopes, ex aluno meu e estudioso do tema há dez anos. Este será o primeiro livro desse tema no Brasil!


CLIQUE AQUI PARA CONHECER O LIVRO HOODOO BRASIL!

Gostaria que me ajudassem a divulgar e, claro, se puderem apoiar, também ajuda muito (as contribuições são a partir de 15,00)! Esse é um sistema que viabiliza livros que demorariam para ser lançados, ou nem seriam, porque custam muito caro para terem sua primeira edição! Por isso estou torcendo para dar certo, pois esse sistema viabilizaria livros para muitos autores bons que não têm capital de investimento, além de fazer chegar às suas mãos livros que eu considero excelentes (só colocamos no sistema livros que gostaríamos de publicar, como esses dois)!
Agradeço a todos desde já! :)

Eddie Van Feu

PASSAGENS COMPRADAS E NOVIDADES NO NOSSO ROTEIRO!

Atenção, galera! As passagens aéreas estão compradas e agora estamos fazendo reservas para as atividades na Irlanda e Inglaterra! O Banquete Medieval está com poucas vagas, então quem vai nessa viagem, mas ainda não falou com a Diva, fale agora! Temos duas novidades! Uma vivência de vidas passadas com acompanhamento de uma bruxa psicóloga que mora em Dublin e um ritual de dança circular sagrada com druidas locais! Ainda teremos rituais nas Colinas de Tara! Se você quer ir nessa viagem encantada neste ano, sairemos do Brasil dia 5 de setembro! Confirme sua presença com a Diva:

RESERVAS:
DIVA TUR
Falar com DIVA
• PBX : (11) 3966.21.55
• Direto : (11) 3857.82.01
• Celular : (11) 9-9913.95.80
• Skype : diva tour
• MSN : divatur@hotmail.com
divatur@uol.com.brdivaturismo@gmail.com


terça-feira, 6 de maio de 2014

RESENHA "UMA GUERRA DE LUZ E SOMBRAS" do Barato Literário



Eis que a Danny Fernandez do BARATO LITERÁRIO nos surpreende com essa resenha multimídia, olha que barato (literário)! Valeu Danny!!!


segunda-feira, 5 de maio de 2014

VEJA O TRAILER DA NOVA SÉRIE "GOTHAM"



Sim, é a história do Batman. Sim parece Smallville. Sim a DC está fazendo mais alguma coisa pra bagunçar a cronologia dos filmes pois como a série é da FOX e os filmes da WARNER, nada ali deve refletir o futuro Bátima do Ben Aflleck.

E você acha que eu verei essa bosta?

CLARO QUE VOU!!!!!!!!

domingo, 4 de maio de 2014

VLOG ALCATEIA #58 - Dia da Literatura Brasileira


Dia Primeiro de Maio, além de ser feriadão do Dia do Trabalhador, nós descobrimos que era também Dia da Literatura Brasileira. Então resolvemos gravar na quinta mesmo um VLOG especial com alguns leitores. Foi difícil arrumar alguém já que o Facebook tava mais vazio que o Orkut, mas recrutamos o Edivaldo Muniz (do blog Pasto do Bode), a ilustradora Shi Chelminski e o leitor PJ Kunze para falar com a gente sobre os livros nacionais de ontem e de hoje. Vamos conferir como ficou?


quinta-feira, 1 de maio de 2014

FELIZ ANIVERSÁRIO PARA NOSSO LOBO EM BRASÍLIA!



Hoje é o aniversário de um lobo amigo e muito querido! Robson Gabriel é nosso lobo de plantão em Brasília, sempre a postos para nos ajudar a montar estande, tirar fotos e nos dar suporte nos Kodamas há mais de dez anos! Então, feliz aniversário, Gabriel House!!!! Que venham mais dez anos de Kodama e muitos outros eventos em sua companhia! 



HOJE É DIA DA LITERATURA NACIONAL!

 Nós da Linhas Tortas desejamos a todos os envolvidos no processo de publicação de livros nacionais um super feriado e muito sucesso, além de um mercado mais saudável!
A escolha do dia é uma homenagem ao aniversário de José de Alencar que nasceu em 1º de Maio de 1829, um dos maiores escritores da literatura brasileira, que além de escrever romances, foi cronista, ensaísta, dramaturgo e atuou como advogado, jornalista, deputado e ministro da justiça. Dentre suas obras mais conhecidas estão: "O Guarani" (1857), "Iracema" (1854) e "Lucíola" (1862). O autor faleceu em 1877, aos 48 anos, no Rio de Janeiro.