segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

TRAILER DOS CAVALEIROS DO ZODÍACO!!!

Por Carlos Tavares (Cavaleiro de Ouro)

Saiu o trailer dublado e junto com ele podemos reparar em algumas mudanças. A principal e que já dando o que falar, é que Shun, o Cavaleiro de Andrômeda, agora é uma mulher chamada Shaun, e a reencarnação da Deusa Athena não se chamará mais Saori, e sim, Sienna.

A temporada de discussões está aberta. Enquanto Os Cavaleiros da Netflix não saem, vamos de trailer:   


sábado, 8 de dezembro de 2018

CW LANÇA NOVO TRAILER DE ELSEWORLDS.


Por Carlos Tavares


A Warner lançou um promo estendido para o crossover Elseworlds, e inclui nosso primeiro olhar para Ruby Rose como Kate Kane em roupas civis.

Algumas grandes perguntas foram respondidas agora: ela manteve seu cabelo escuro em sua aparência civil, e eles optaram por não cobrir suas tatuagens. Se eles estavam planejando ir para a série com a Batwoman, o custo de cobrir suas tatuagens para cada episódio teria sido demais para praticamente qualquer produção, imagine várias temporadas.

Além da revelação de Kate Kane, vemos um pouco mais do crossover geral. Ainda não está completamente claro qual é a ameaça para todas as Terras, mas nós vamos estar assistindo mesmo, não importa o que aconteça.

Atualizado: A Warner tirou o vídeo do ar mas eu coloco de novo, e dessa vez legendado.


quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

A Crise das Livrarias - Chá das Cinco #293

As livrarias Saraiva e Cultura (assim como a Ed. Abril) passam por momentos delicados com dívidas astronômicas fechando lojas e mandando profissionais embora. Como chegamos a isso? É a crise do país ou má gestão? 

com Eddie Van Feu, JM, Patricia Balan e Renato Rodrigues 
Edição de vídeo: Paulo Kunze 

FONTE CITADA no bate-papo: Matéria "Não há crise do livro, e sim do mercado editorial"
https://arepublica.com.br/perspectivas/nao-ha-crise-do-livro-e-sim-do-mercado-editorial

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

SHANG-CHI, O MESTRE DO KUNG-FU.


Por Carlos Tavares

O roteirista Dave Callaham está vinculado ao projeto; atores, e diretor ainda estão sendo procurados. 

De acordo com o Deadline Hollywood, a Marvel Studios está seguindo em frente com um filme baseado na série de quadrinhos de Shang-Chi, que começou nos anos 70 e centra-se em torno de um mestre de artes marciais chinês. 

O trabalho de escrever filmes de Callaham gira em torno de filmes de ação e de cultura nerd, desde a adaptação cinematográfica de Doom em 2005 até o primeiro filme de Os Mercenários de 2010. Ele também escreveu ou co-escreveu roteiros para os inéditos Mulher Maravilha 1984, Zombieland 2 e Spider-Man: Into the Spider-Verse 2. 

Essa escolha é uma indicação de que a Marvel quer combinar o projeto com um diretor asiático-americano, da mesma forma que o filme do Pantera Negra girou em torno de escritores e diretores afro-americanos. 

               
Em 1972, Steve Englehart (escritor) e Jim Starlin (desenhista) foram encarregados de fazer uma série original que aproveitasse a popularidade dos filmes de ação de artes marciais. Depois de testar o personagem na revista Special Marvel Edition, que anteriormente era uma revista de republicações, a editora trocou o nome da revista para The Hands of Shang-Chi, Master of Kung Fu a partir do número 17, em 1974, indo até a edição 125 (1983). Enquanto isso, Shang-Chi também apareceu na revista Deadly Hands of Kung Fu, dedicada aos personagens da Marvel que praticam artes marciais (como Punho de Ferro, Filhos do Tigre, Colleen Wing e Misty Knight).

Finais de séries que você nunca superou - Chá das Cinco #292

Tem umas séries cujos finais emocionam. Tem outras que revoltam. Escolhemos algumas, deixe aí as suas lembranças de finais que mexeram contigo 

 com Renato Rodrigues, Eddie Van Feu, Patricia Balan e Carlos Tavares

 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

NOVO TEASER DE ELSEWORLDS.

Por Carlos Tavares

As coisas não parecem nada boas para os nossos heróis no último teaser de Elseworlds

A medida em que vemos os heróis derrotados espalhados pela paisagem desolada da Terra-90, o Flash de John Wesley Shipp dos anos 90 (entendeu?) rasteja em direção a um antigo tomo, apenas para fazer com que o Monitor chegue primeiro. 

Quando o Flash pergunta por que ele está fazendo isso, o Monitor responde friamente "Você fez isso para si mesmo". Então, assim que ele abre o livro, o Flash corre em uma tentativa desesperada de desfazer o que foi feito. Você pode conferir o teaser abaixo!


sábado, 1 de dezembro de 2018

DEMOLIDOR CANCELADO!!!


Por Carlos Tavares

O machado continua a cair nas séries da Marvel na Netflix. O Demolidor, que lançou o universo Marvel na plataforma de streaming, foi cancelado após três temporadas. A ação acontece logo após a Netflix ter cancelado o Punho de Ferro e Luke Cage no mês passado. Mas o Demolidor parece que terá vida após a morte em outro lugar. 

"O Demolidor da Marvel não retornará para uma quarta temporada na Netflix", disse a Netflix em um comunicado ao site Deadline. “Estamos muito orgulhosos da última temporada do programa e, embora seja doloroso para os fãs, achamos melhor encerrar este capítulo com uma nota alta.” “Somos gratos aos nossos parceiros da Marvel, ao showrunner Erik Oleson, aos escritores, a uma equipe estelar e um elenco incrível, incluindo Charlie Cox como o próprio Demolidor, e somos gratos aos fãs que apoiaram o programa ao longo dos anos ”, acrescentou a Netflix apenas um mês após a terceira temporada da série ter sido lançada no serviço. 

No entanto, ao contrário de Punho de Ferro ou Luke Cage, a porta parece estar bem aberta para o protetor cego do Hell's Kitchen, de Nova York, talvez na plataforma Disney +

"Enquanto a série na Netflix termina, as três temporadas existentes permanecerão no serviço por muitos anos, enquanto o personagem Demolidor viverá em futuros projetos para a Marvel", disse a Netflix. 

Esse último sentimento foi ecoado pela declaração da Marvel, emitida na manhã de sexta-feira. "Estamos ansiosos para mais aventuras com o Homem sem Medo no futuro", disse a empresa. 

Com Os Defensores, Punho de Ferro e Luke Cage cancelados, e agora com o cancelamento do Demolidor logo após a tão esperada e aclamada terceira temporada ter sido lançada, agora restam apenas duas séries da Marvel na Netflix, Jessica Jones e O Justiceiro

Se esses projetos "futuros" significam que o Demolidor fará uma aparição com seus colegas Defensores na série de vigilantes liderados por Jon Bernthal, ainda não se sabe. Uma série do Demolidor sobre a planejada plataforma de streaming da Disney talvez seja o mais provável. 

A era da Marvel TV na Netflix parece estar chegando ao fim, ao mesmo tempo em que a Disney está acelerando seu próprio serviço de streaming com a já anunciada série Loki e Feiticeira Escarlate para a Disney + vinda da divisão de filmes dirigidos pela Marvel de Kevin Feige. Por enquanto, as próximas temporadas de Jessica Jones e do Justiceiro ainda estão agendadas para sair na Netflix como planejado, disseram fontes. 

No geral, o cancelamento da série estrelada por Charlie Cox e Vincent D'Onofrio, que estava twittando sobre uma quarta temporada nas últimas semanas, mostra como as relações entre a Netflix e a Marvel TV se tornaram erraticas. Muito longe do que era quando seu contrato multi-séries foi anunciado pela primeira vez em 2013, com grandes sorrisos e planos muito maiores. 

O fato é que os tempos mudaram no cenário digital e os programas da Marvel na Netflix custam caro, mesmo com os generosos créditos fiscais de Nova York, que tinham uma cláusula adicional para acomodar a série. Quando o acordo inicial com a Marvel /Disney foi feito pela Netflix há cinco anos, a empresa, desesperada para ganhar um grande conteúdo, dispôs muito dinheiro para as séries que nunca foram de sua propriedade. Agora a situação é bem diferente, com a Netflix inundada de novas séries e retornando as séries às quais possui as chaves. 

Nesse contexto, a Netflix e a Marvel TV também estão discutindo sobre como as temporadas são feitas, por exemplo, todas as séries da Marvel produziram temporadas de 13 episódios. Mas a Netflix, desde então, mudou para temporadas de 10 episódios e vem pressionando a Marvel TV para mudar para menos episódios ainda, o que está gerando grande resistência da Marvel TV. 

Também houveram problemas criativos, como uma porta giratória de showrunners nas séries da Netflix da Marvel. Houve novos showrunners para cada temporada do Demolidor, com Punho de Ferro e Jessica Jones também passando por uma mudança de showrunner. 

Tudo isso pode estar causando grande desconforto e as relações estão mais que estremecidas. 

Até o momento, não foi anunciada nenhuma data oficial para o retorno de Jessica Jones ou O Justiceiro, nem pela Marvel e nem pela Netflix. 

Mas se o Demolidor que era a série de maior sucesso caiu tudo pode acontecer. Ou talvez nada mais aconteça e esse seja o fim de uma parceria que começou bem e que, aparentemente se perdeu pelo caminho.