segunda-feira, 15 de outubro de 2018

STAR WARS: THE MANDALORIAN.


Por Carlos Tavares

Jon Favreau anunciou alguns detalhes sobre a série, dizendo que será focado nos Mandalorianos e será ambientado depois das histórias de Jango e Boba Fett. O foco será em um "pistoleiro solitário nos confins da galáxia". 

Também foi revelado que a série se passará mais especificamente depois da queda do Império e antes do surgimento da Primeira Ordem. 

O roteiro será escrito por Jon Favreau (Homem de Ferro), que também atuará como produtor executivo. Dave Filoni, produtor executivo de Star Wars: The Clone Wars e criador de Star Wars Rebels, vai dirigir o primeiro episódio. 


Dentre outros diretores que irão dirigir episódios da primeira temporada, está Taika Waititi (Thor: Ragnarok), Deborah Chow (Jessica Jones), Rick Famuyiwa (Dope) e Bryce Dallas Howard, que dirigiu inúmeros curtas, além de seu notório trabalho como atriz. Filoni, Kathleen Kennedy e Colin Wilson serão outros produtores executivos, e Karen Gilchrist será co-produtora executiva. 

The Mandalorian irá custar US$ 100 milhões à Disney para a produção de 10 episódios. 

A série irá estrear exclusivamente no serviço de streaming da Disney, e Bob Iger, CEO da empresa, garantiu que será a porta de entrada para inúmeras séries baseadas na franquia Star Wars.

Surge Spock.


Por Carlos Tavares

Os fãs de Star Trek foram capazes de dar uma espiada na segunda temporada de Discovery durante um painel na New York Comic Con da semana passada. 

Em um trailer recém-lançado que está repleto de revelações notáveis, como os personagens mais “atraentes” que chamaram a atenção da maioria. Não só temos o primeiro vislumbre de um Spock barbudo e de aparência juvenil, mas também vemos os klingons com um visual mais conhecido também! 


Quando os Klingons foram revelados pela primeira vez na primeira temporada, muitos foram pra Internet para expressar seu desdém. Críticos da mídia sugerem que o novo visual é destinado a atrair os fãs que “se afastaram” por causa da mudança. 


Indo mais longe, o novo trailer também sugere uma possível trama, que parece girar em torno de uma série de sinais misteriosos. De alguma forma, tudo isso está ligado a uma visão de um 'anjo vermelho' que Spock e sua irmã adotiva Michael Burnham tiveram quando crianças. 

A nova temporada vai estrear na CBS All Access no dia 17 de janeiro.

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Tosqueiras da nossa Infância - Chá das Cinco #280

No Especial "Semana da Criança" lembramos das coisas mais bizarras que vimos em nossa distante infância. Aquilo aconteceu mesmo? Coloque uma aí nos comentários! 

 presentes Renato Rodrigues, Eddie Van Feu, JM, Patricia Balan, Ricky Nobre e Paulo Kunze
Edição de vídeo: Paulo Kunze

 

Livraria Cultura Cine Vitória fecha as portas no RJ


por Renato RodriguesEssa foto foi tirada em 2015, na Cultura Cine Vitória, uma livraria erguida dentro de um antigo cinema no centro do Rio (atrás da Cinelândia). Estivemos lá na ocasião para um bate-papo com leitores promovido pelo blog Barato Literário.

E foi com tristeza que soubemos que ela encerrou suas atividades hoje, dia 11/10/2018.

Inaugurada no dia 17 de dezembro de 2012, era a maior livraria do Centro do Rio, com quatro andares e 3,2 mil metros quadrados. O Teatro Eva Herz, localizado no subsolo, também deixou de funcionar.

Por meio de nota, o grupo Livraria Cultura fez o seguinte comunicado:
"Com este movimento, a empresa segue rigorosamente o plano estratégico traçado para os próximos anos: manter unidades com alta performance, enriquecer cada vez mais a experiência do cliente em loja e crescer significativamente no e-commerce. Diante do cenário de incertezas no país, não podemos ser irresponsáveis a ponto de manter lojas deficitárias. Por isso, como já é de conhecimento público, tomamos a decisão de trabalhar com poucas, mas ótimas lojas físicas, em diferentes cidades".
O antigo Cine Vitória (Inaugurado em 1942 com uma sessão de "O grande ditador", de Charles Chaplin) entrou em declínio nas décadas de 1980 e 1990 e fechou as portas em 1993.

O espaço permaneceria fechado durante mais de 20 anos até ser alugado e recuperado pela família Herz, proprietária da Livraria Cultura, que abriu a filial após três anos meio de obras.

Lamentamos muito, não só por termos um espaço cultural a menos mas também pela perda de um ponto turístico. A livraria era toda decorada respeitando a disposição do antigo cinema. Quem lá esteve sabe como era bonita.

Mais uma tristeza na tão sofrida Cidade Maravilhosa.

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

A CASA DO MEDO: UM BOM AQUECIMENTO PARA O HALLOWEEN

por Eddie Van Feu



Se você gosta de filmes de terror sobrenatural, casas mal assombradas e atmosfera fantasmagórica, esse não é o filme para você. A Casa do Medo vende uma ideia de fantasmas, mas as personagens são assombradas por futuros inventados, psicopatas monstruosos e uma realidade cruel demais para lidar.


Uma mãe e suas duas filhas adolescentes herdam uma casa esquisita de uma parente igualmente esquisita. Claro que a casa fica no meio do nada e tem uma decoração, digamos... peculiar, com bonecas assustadoras espalhadas para tudo que é canto. Na noite em que elas chegam, dois psicopatas invadem a casa, dando início à tragédia que marcaria a vida delas para sempre. Já adulta, uma das irmãs é uma escritora de sucesso e lança seu livro de terror sobre a história que viveu. Porém, quando ela volta para a casa onde tudo aconteceu para visitar a irmã e a mãe, coisas estranhas acontecem.

A dose de angústia e desespero diante da impotência das personagens é grande. O ponto de virada é inesperado e a partir daí, temos a impressão de sermos arrastados de volta para um pesadelo. O que para um filme de terror é um ótimo sinal.


O filme é considerado polêmico, mas eu não cheguei a ficar chocada (bom, eu escrevi Uma Guerra de Luz e Sombras, pouca coisa me choca). Mas talvez seja demais para os mais sensíveis.

O filme franco-canadense tem um bom elenco. Uma das meninas, a atriz Taylor Hickson, está processando a produtora depois de um acidente no set. O diretor a mandou bater forte contra um vidro e ela questionou se isso era seguro. Como a produção garantiu, ela foi e o vidro cedeu, causando um grande estrago no seu rosto e deixando uma cicatriz permanente.



O filme estreia nos cinemas nessa quinta-feira e vale uma conferida para começar a esquentar seu Halloween!



terça-feira, 9 de outubro de 2018

Que coisas de HOJE você levaria para sua infância? - Chá das Cinco #279

No nosso especial do Semana da Criança nós perguntamos "Que coisas de outra época você gostaria que já existissem na sua infância?" Dissemos as nossas, deixe aí a sua! 

Presentes Renato Rodrigues, Eddie Van Feu, JM, Patricia Balan, Ricky Nobre e Paulo Kunze
Edição de vídeo: Paulo Kunze

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

POR QUE GOSTO DO HULK



Por Gabriel Maia

O Hulk surgiu como um personagem de história em quadrinhos e passou por grandes mudanças desde então.
Primeiro ele só se transformava a noite, e depois passou a se transformar sempre que ficava nervoso.
Apesar do temperamento e mentalidade sua imagem sempre se dividiu entre a ameaça e o herói.
Ele começou a se popularizar através dos filmes antigos com Lou Ferrigno, fã e competidor de Arnold Schwarzenegger no fisiculturismo e hoje é um dos heróis mais conhecidos através dos filmes dos Vingadores.
Hoje ele é referência do pessoal da academia que quer ficar "monstro", pois o Hulk é uma figura composta por músculos que, quanto mais nervoso, mais forte fica. Ou seja, sua força é crescente, como a vontade dessa galera em crescer no físico.
Mas o personagem era muito mais do que isso.
O Hulk representa nosso lado obscuro, ele é a selvageria humana, nosso lado irracional e poderoso que, sem o devido controle ou direcionamento, se torna uma ameaça a todos e a nós mesmos. Mas não é que ele seja uma força que sai destruindo tudo, por muitas vezes a vontade dele é de ficar sozinho e se isolar. O Hulk somos cada um de nós que se irrita e quer um tempo para digerir essa raiva sozinhos.
A ideia remete ao livro “O médico e o monstro”, onde o dr. Jekyll pesquisa uma forma de separar o bem e o mal no homem, mas o que ele consegue é criar uma segunda personalidade chamada Mr. Hyde. E por isso o Hulk, muitas vezes, é tido como uma personalidade diferente da de Bruce Banner. O gigante nada mais é do que o cientista transformado, mas de alguma forma sua mente acaba mudando com o corpo, gerando essa segunda persona, como alguém lutando para manter sua sanidade.
O Hulk é um bom personagem por demonstrar isso, nosso lado selvagem e descontrolado que surge a partir da raiva, nossa agressividade e fúria desmedida, que podem ser bem direcionadas e trabalhadas para algo bom.
As pessoas se acostumaram a ver o seu lado mal como algo muito ruim e que precisa ser eliminado, mas eu vejo o lado mal como o contraponto do bom, algo que equilibre a balança e, para mim, o equilíbrio é tudo. Nem todo bom e nem todo mal.
O Hulk é a ilustração do nosso lado destrutivo sendo usado corretamente. Podemos ser ameaças ou heróis, depende de como usamos o que temos.

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Dica de leitura: Manual do Calouro de Humanas - Chá das Cinco #278

Bate-papo com Aleska Lemos que resolveu criar um e-book para ajudar calouros a aproveitar ao máximo o tempo em que está na universidade com dicas e macetes para o cotidiano da faculdade. Após a leitura, estarão todos prontos a fazer miçangas como todo bom estudante de Ciências Humanas.






COMPRE AQUI:

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Lenovo lança computador inspirado na nave Enterprise.


Por Carlos Tavares

Durante uma conferência realizada na China semana passada, a Lenovo apresentou ao mundo o Titanium Enterprise NCC-1701, seu PC de metal cujo design foi inspirado na nave Enterprise, de Star Trek

Fãs de Jornada nas Estrelas rapidamente apontaram as discrepâncias entre o design da Enterprise original e a máquina da Lenovo, (porra, povo chato pra cassete) mas a ideia da empresa não foi criar uma réplica: a nave sob o comando de capitão Kirk na série clássica serviu apenas como inspiração, rendendo uma bela homenagem à criação de Gene Roddenberry. 


De acordo com o site canaltech.com.br, por dentro, o computador conta com GPU GeForce RTX 2080, CPU Intel de nona geração com 32 GB de memória DDR, SSD de 1 TB e um HD de 2 TB. A Enterprise da Lenovo, de acordo com a apresentação, não é uma máquina voltada apenas para exibição, ou para ser um item de colecionador na casa de algum trekker: a máquina, na verdade, foi pensada para gamers ferrenhos — e que também nutrem amor por Star Trek, naturalmente. 

Além das especificações citadas acima, a Lenovo adicionou à sua Enterprise algumas coisinhas a mais, como, por exemplo, iluminação LED e um mini projetor embutido. E você, trekker, que está sonhando com esta Enterprise para ser seu novo computador pessoal, aqui vai a primeira má notícia: a máquina (ao menos por enquanto) só pode ser comprada na China. Agora, a segunda má notícia: seu preço é de cerca de US$ 2.180. 


A Lenovo ainda não disse se o Titanium Enterprise será disponibilizado em outros países além do território chinês, mas, de qualquer maneira, podemos dizer que a ideia de se lançar um computador com o design da icônica espaçonave de Star Trek é (como Spock poderia dizer), "fascinante".

E Lenovo, olha a propaganda, qualquer coisa estamos aí, nunca te pedi nada....

terça-feira, 2 de outubro de 2018

10 anos do filme "Batman - O Cavaleiro das Trevas" - Chá das Cinco #277



Em 2008 o segundo filme da trilogia de Christopher Nolan virou nossa cabeça com um Coringa tão caótico quanto diferente e nos trouxe um jeito novo de ver os filmes de quadrinhos. Ainda é uma obra atual?

presentes: Ricky Nobre, Patrícia Balan, Renato Rodrigues, Eddie Van Feu e Carlos Tavares

Crossover do Arrowverse já tem nome e apresenta um poderoso personagem da DC Comics.


Por Carlos Tavares

O ator LaMonica Garrett está se juntando ao crossover que se chamará “Elseworlds” como o personagem conhecido como Mar Novu, um ser extraterrestre de poder infinito conhecido como... O Monitor!!!

Criado por Marv Wolfman e George Pérez para a Saga das Sagas Crise nas Infinitas Terras, o Monitor era o ser encarregado de vigiar o Multiverso (que então estava sob ameaça de sua contra parte sombria, o Anti-Monitor). Posteriormente a DC introduziu toda uma organização de monitores multiversais.


Embora ainda não saibamos o que acontecerá, o fato de ser chamado de "Elseworlds" e apresentar o Monitor sugere algum tipo de perigo para o Multiverso. Além disso, o CW também anunciou que George Pérez fará o esboço do Monitor, que irá desempenhar um papel importante na história do crossover.

Nos antigos quadrinhos da DC, o Selo Elseworlds era geralmente usado para classificar histórias ocorridas em outras Terras, fora da continuidade regular de DC. Alguns exemplos incluem O Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller, O Reino do Amanhã, de Alex Ross, e Superman: Red Son, de Mark Millar, que também servirá de inspiração para parte da história de Supergirl na Quarta Temporada.

O crossover deste ano incluirá Arrow, Supergirl e The Flash, mas não Legends of Tomorrow. A partir de agora, tudo o que sabemos sobre a história é que as maquinações do Dr. John Deegan (Jeremy Davies) no Arkham Asylum atraem o Flash (Grant Gustin), o Arqueiro Verde (Stephen Amell) e a Supergirl (Melissa Benoist) para Gotham City onde seremos apresentados a Batwoman (Ruby Rose). Além disso, o evento épico contará com Superman de Tyler Hoechlin, Lois Lane (Elizabeth Tulloch) e Nora Fries (Cassandra Jean Amell).

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Detalhes da nova série de Star Wars são revelados.


Por Carlos Tavares

A nova série live-action de Star Wars, de Jon Favreau, foi mantida em sigilo desde que foi anunciada pela primeira vez para o novo serviço de streaming da Disney, mas talvez tenhamos alguns detalhes intrigantes. 

Não parece que a Disney está poupando qualquer despesa para a sua primeira grande série de Star Wars, e agora nós descobrimos que isso pode acontecer durante uma era intrigante na saga Skywalker. De acordo com um novo relatório de Making Star Wars, a série será ambientada entre O Retorno de Jedi e O Despertar da Força. 

O mais importante pode ser pegar alguns grandes eventos de Star Wars: The Clone Wars e Star Wars Rebels, para se concentrar no planeta de Mandalore

O relatório de Making Star Wars afirma que a série poderia estar ocorrendo três anos após a destruição da segunda Estrela da Morte e a morte do imperador. A série seria sobre Mandalore caindo em um "estado de turbulência" com muitas partes trabalhando para restaurar o planeta ao seu devido lugar, com esses efeitos reverberando pela galáxia. 

A última vez que vimos o planeta foi durante Star Wars Rebels, onde Sabine Wren ajudou sua família quando uma guerra civil e restaurou a ordem para o planeta. 

Este seria um cenário impressionante para a série, oferecendo aos antigos e novos fãs a chance de serem pegos em um canto da galáxia de Star Wars que não foi profundamente explorada. Eles poderiam fazer referência a eventos da série animada e do cânone da Velha República, enquanto preenchiam as lacunas que os fãs estão morrendo de vontade de aprender entre as trilogias originais e as sequencias. 

A série terá um orçamento impressionante, de acordo com um novo relatório do New York Times, que sugere que a série pode custar 100 milhões de dólares para produzir a primeira temporada de 10 episódios. 

A presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, disse que está animada com a nova série. 

"Eu não poderia estar mais empolgada com o fato de Jon vir a bordo produzir e escrever para a nova plataforma direta ao consumidor", disse Kennedy. "Jon traz a mistura perfeita de produção e escrita, combinado com uma fluência no universo de Star Wars. Esta série permitirá a Jon trabalhar com um grupo diversificado de escritores e diretores e dar à Lucasfilm a oportunidade de construir uma sólida base de talentos. " 

Favreau acrescentou: "Se você me dissesse aos 11 anos que eu estaria contando histórias no universo de Star Wars, eu não teria acreditado em você. Eu não posso esperar para embarcar nesta emocionante aventura." 

Não há nenhuma palavra ainda sobre quando a série está prevista para estrear, mas há rumores de que a produção começa agora em outubro.

"NÃO É O JEITO JEDI"


Por Carlos Tavares

A Força aparece cedo entre os Jedi, mesmo quando esses ainda não passaram dos 10 anos de idade. Foi o que aconteceu com o menino Aiden Vasquez, diante de um boçal valentão de sua escola, que vinha lhe fazendo intenso bullying, no dia que este decidiu lhe agredir: Aiden sentiu que não deveria revidar, pois não seria “o jeito Jedi” de lidar com a situação, disse a mãe de Aiden. Não, essa não é a premissa de uma história de Star Wars, mas algo que aconteceu na vida real – mais precisamente em uma escola da Califórnia, nos EUA. 

Segundo o post original da mãe de Aiden, Lizette Casanova, esse é o terceiro ano que o menino vem sendo atormentado pelo colega de classe, e em anos anteriores Aiden já teve de tomar pontos por outras agressões. O caso foi levado à polícia, e está sendo investigado. “Ele disse que sentiu em sua alma que não deveria bater de volta no menino. Não é o jeito Jedi!” ela escreveu, citando seu filho. 

De acordo com o site Hypeness, a polícia está investigando a fim de resolver o lamentável ocorrido e o caso chegou também a autoridades superiores, de galáxias distantes: ninguém menos que Mark Hamill, que vive o Jedi Luke Skywalker nos filmes de Star Wars, tuitou sobre Aiden, e não poupou elogios. 

“Estou espantado com essa sabedoria e coragem com tão pouca idade”, escreveu Hamill, para arrematar: “Eu posso ser um Jedi da ficção, mas esse garoto é real. Espero que ele veja essa mensagem e saiba o quanto eu o admiro”. O tio de Aiden respondeu, dizendo que o garoto viu e agradeceu a mensagem. 


Quando Luke Skywalker declara sua admiração por você, é certeza de que se está no lado certo da luta.

TRAILER NOVO dos TITÃS

por Renato Rodrigues
Não, não são os Novos Titãs do George Perez... esquece isso.
Esquece também aquele anime safado da Cartoon Network que só é fã quem assistiu quando criança nos anos 2000.

Relaxa... e aproveita. Daí cê pode até se divertir... ou não.

(Boa notícia, terá na NETFLIX "Jovens Titãs" terá um total de treze episódios e estreia em 12 de outubro no serviço de streaming exclusivo da DC, o DC Universe.)

VENOM



Por Gabriel Maia
Há uma coisa interessante nos personagens que nos entretém e nos inspiram. Muitos deles são criados, ou acabam sendo direcionados para alguma discussão.

Venom, inicialmente um vilão do Homem-Aranha, era a união do jornalista fracassado, Eddie Brock, e um alienígena que agia como simbionte.
Me espanta ver as discussões de hoje em dia onde só importa saber quem é o mais forte, quem mata quem e quem tem mais recursos do que quem.
Quando quadrinhos eram coisas só de nerds havia todo o tipo de discussão que girava em torno de políticas sociais e ciências.

Mas porque estou comentando isso?
Porque Venom trás isso à tona.

O alienígena age como um simbionte. Na biologia, “simbiose” são dois organismos trabalhando juntos pela sobrevivência de ambos. Um exemplo disso são os líquens, união de algas e fungos. As algas produzem moléculas de energia (por serem fotossintéticas) e os fungos as protegem de morrer desidratadas. Simbiose.

O alienígena entra também na discussão de ufologia, se existem ou não vidas em outros planetas e como elas poderiam ser. Normalmente pensamos em aliens com formas humanoides, mas o simbionte trás a ideia de uma forma de vida que aparenta uma gosma que se une a um hospedeiro.


Como funciona a relação simbiótica de Venom? O simbionte dá ao hospedeiro todos os poderes que o personagem demonstra (força, velocidade, agilidade, mimetismo...) e em troca o alienígena se alimenta dos hormônios e outras moléculas liberadas pelo corpo humano.
O curioso é que o alienígena tanto pode agir em simbiose quanto como um parasita.

A diferença?

O simbionte trabalha pelo bem dos dois, já o parasita suga tudo o que pode do hospedeiro sem dar nada em troca. Isso aconteceu em uma edição especial de realidade alternativa onde o simbionte quase mata Peter Parker absorvendo toda sua vitalidade deixando-o como um idoso,


absorve as energias gama do Hulk deixando apenas o Banner,


e ataca o Thor antes de ser destruído.

Mas uma discussão que parece ter passado despercebida pelo público em geral é o fato de Venom falar de modo sutil sobre drogas.

Oi?
A forma como o simbionte age no hospedeiro é retratada de muitas perspectivas nos quadrinhos, inclusive ajudando a combater o câncer de Eddie Brock, mas nos cinemas houve uma fala em especial que ajuda a direcionar o comportamento do alienígena para a discussão sobre drogas.

Em “Homem-Aranha 3” Peter é encontrado pelo alienígena que se une a ele dando uma sensação boa, e o personagem passa a agir de modo estranho, o jovem gentil passa a ser mais ousado e agressivo, beirando o descontrole emocional atacando pessoas comuns e machucando Mary Jane que tentava pará-lo. Ao ver como ele estava fora de si, Peter tenta retirar o alienígena de si e este encontra Eddie Brock.


Em outro momento do filme Peter diz para Eddie: “Eu sei como é... você se sente forte... mas você vai se anular, liberte-se!”.

“Homem-Aranha 3” saiu em uma época de boatos em que o ator principal estivesse envolvido com drogas e, verdade ou não, a relação entre o alien e o hospedeiro é visível neste ponto de dependência para se sentir bem tirando da realidade inclusive quando Peter, em uma das cenas em que o personagem está muito abalado, olha para o suposto uniforme com aquela expressão de quem precisa de algo para se sentir melhor, como muitos dos jovens que enfrentam problemas e usam drogas para saírem da vida que levam.

No novo filme Venom será retratado como herói. Agora vamos aguardar para saber quais novas discussões o filme nos trará.