terça-feira, 4 de maio de 2010

Melhorando o lugar onde você vive!

Essa casa na Irlanda é um sonho! Acredito que o Paraíso esteja repleto de casas assim!

Eu tenho a sorte de amar minha casa. Sempre amei. Seu lar é o lugar onde você deve se sentir feliz e bem. Isso, é claro, depende muito da energia do lugar, mas você não precisa ficar refém. Há uma série de coisas que você pode fazer para melhorar a energia de um lugar, lembrando que há, naturalmente, um limite para cada um de nós. Tentar mudar sozinho a casa de Poltergeist é tentar tirar a água do Titanic com um baldinho. Uma das técnicas de harmonização de ambientes mais conhecidas atualmente é o Feng Shui, onde detectamos os pontos de energia ruim e de energia boa, e procuramos equilibrar esses pontos com técnicas simples, como mudança de móveis, cores, sinos de vento, cristais, etc...

Há quem duvide do Feng Shui (há quem duvide de tudo), mas ele funciona. Milhões de chineses têm usado por milênios e ninguém reclamou até agora. Cidades inteiras foram construídas com a sabedoria do Feng Shui e, quando conhecemos um pouco mais da magia (da moderna e da antiga), percebemos que ele faz muito mais sentido do que imaginavam os tapados ocidentais do passado (que taxavam de ignorantes todos que acreditavam em algo que eles eram burros demais para compreender).

Que tal brincarmos um pouquinho de certo e errado num ambiente? São coisas simples, mas que muita gente acaba não prestando atenção por simples costume e convivência.


Tudo bem querer se sentir seguro, mas cuidado pra não se sentir oprimido!


ERRADO

(o que torna uma casa, aposento ou escritório pior)

Sujeira

Procure manter o local sempre limpo. Não descuide da pintura. Tanto a limpeza quanto a pintura removem larvas astrais pegajosas e desagradáveis. Evite lixo especialmente na cozinha, pois ela é a responsável pela prosperidade, saúde e sustento de todos na casa. De todos os cômodos, é onde você mais deve prestar atenção. Lixeirinha em cima da pia então, nem pensar!!!

Bagunça

A bagunça por vezes cria vida própria e nos ataca, como aqueles seres alienígenas cheios de tentáculos de filmes B. Nem sempre é possível se livrar da bagunça (eu que o diga), mas é preciso mantê-la sob controle. Eleja um canto da casa para ser o canto da bagunça e não deixe que ela se espalhe. Outra coisa, a bagunça embaralha os pensamentos. Arrumar tudo torna sua vida mais clara e as soluções para qualquer problema tendem a aparecer mais facilmente.

Coisas velhas e quebradas

Faça uma constante renovação de roupas, panelas, cacarecos e bagulhos em geral. Eu sou bagulheira e sei como é difícil se livrar daquele pedaço de guardanapo amassado onde você registrou seu primeiro encontro, mas faça um esforço. Coisas velhas em demasia impedem a chegada de coisas novas. Desapegue-se e dê passagem para o novo. E você não precisa de bagulhos para ativar sua memória! As boas coisas ficarão.


Caramba! Quem mora aí??? O Dalai Lama? Com certeza, alguém com muita fé!


CERTO

(coisas que você deve fazer em qualquer lugar)

Circulação de ar

Quando o ar circula, a energia circula e você já sabe (ao menos, já deveria saber a essa altura do campeonato) que energia boa é energia em movimento. Abra janelas, portas e deixe o ar circular pela casa toda (e não só por um aposento ou andar, pois isso enfraqueceria o resto da casa).

Luz

Evite lugares escuros e úmidos em sua casa ou trabalho. Procure sempre uma fonte de luz natural ou pontos de luz artificial mesmo. Isso afasta insetos astrais (e reais), obssessores, e outros seres pouco agradáveis.

Beleza

Procure sempre explorar a beleza em qualquer lugar. Uma vez, viajando para Santa Catarina, passei por uma região com muito verde e muitas casas humildes, daquelas bem pobrezinhas mesmo. Fiquei espantada como todas elas, por mais pobres que fossem, tinham um atrativo: era um vaso de flores na janela, uma pintura criativa nas portas e janelas, um singelo jardim. Eram casas lindas. Não posso dizer o mesmo das casas pobres das favelas do Rio. São feias de doer (que me perdoem os moradores). Descobri depois que a prefeitura de lá dava um incentivo fiscal para todo que embelezassem suas casas, enquanto a prefeitura daqui cobra mais se você tornar sua casa mais habitável. Ou seja, é um culto à feiúra...


Como já dizia o Pica-Pau, por mais humilde que seja, não há lugar como o lar. Rê, rê, rê rêe, rê... (calma que só faltam umas 237 prestações!)


2 comentários:

Wicca Luna Aditi disse...

Adorei essas casinhas. A primeira parece realmente encantada! Adoraria morar numa casinha daquelas, pequena, bonita e acochegante. Adorei as dicas e tentarei segui-las. Uma vez q minha casa anda com um astral de altos e baixos...

Anônimo disse...

Não existe astral bom se o teu coração estiver triste, a casinha pequena tem o mesmo valor da palácio... Com Fé, vc faz maravilhas, pode ser numa simples choupana, ou nas melhores moradas.
Rositaleoa